2003-03-31

Do infobehaviourismo ao infocognitivismo
Na ausência de uma ciência desenvolvida sobre o funcionamento do cérebro humano, que irá remeter para o domínio da História algumas de hoje como a psiquiatria e a psicanálise, utilizamos modelos comportamentalistas que ignoram deliberadamente esse conhecimento. Enquanto isso, o infocognitivismo dá os seus primeiros passos, impulsionado pela bioinformática, pela genética e pela neurobiologia. Mas ambos remetem para o mesmo fim: a necessidade de fazer os sistemas de informação caminharem para uma existência mais humana e natural e, em última análise, para a criação da vida com inteligência ex-artificial.

Sem comentários:

Enviar um comentário