2008-06-16

Carros eléctricos são destruídos pelos próprios fabricantes

Mensagem preocupante - a que recebi do Paulo Sousa dos Cavalheiros do Apocalipse. Não sabia que havia automóveis eléctricos a atingir 100 km/h em apenas 9 segundos e que... os fabricantes alugam-nos aos consumidores para depois recolhê-los de volta sem dar qualquer hipótese de serem adquiridos. O destino desses veículos terrivelmente necessários e que libertam a sociedade do petróleo, é a sucata.

Chama-se a isto genericamente de supressão tecnológica (suppressed technologies), uma área afim da Teoria da Conspiração, mas que vale a pena saber mais. A Internet ajuda-nos a ver com cada vez maior clareza que existem duas sociedades: a dos exploradores e a dos explorados.

Só falta eventualmente descobrir que essas inovações tecnológicas foram apoiadas com o dinheiro dos cidadãos. Sistematicamente, ao longo das décadas, tem vindo a anunciar-se novidades impressionantes nos media, para depois ficarem sem efeito. Se gostou de ler este post veja a cereja em cima do bolo nos seguintes vídeos:



Um processo de electrólise altamente rentável permite fabricar hidrogénio a partir da água em plena viagem. O hidrogénio é 2,7 vezes mais potente que a gasolina.


A energia de magnetos potentes, que dura décadas, é usada para fazer girar um motor de automóvel. Neste vídeo vê-se o automóvel em viagem.

Sem comentários:

Enviar um comentário