2009-03-06

Quer ficar na Lua?

Lua, A Linguagem de Programação
Lua

Lua é uma linguagem de programação poderosa, rápida e leve, projectada para extender aplicações.

Lua combina sintaxe simples para programação procedimental com poderosas construções para descrição de dados baseadas em tabelas associativas e semântica extensível.

Lua é tipada dinamicamente, é interpretada a partir de bytecodes para uma máquina virtual baseada em registos, e tem gestão automática de memória com colecta de lixo incremental. Essas características fazem de Lua uma linguagem ideal para configuração, automação (scripting) e prototipagem rápida.

Porquê escolher Lua?

Lua é uma linguagem estabelecida e robusta

Lua é usada em muitas aplicações industriais (e.g., Adobe's Photoshop Lightroom), com ênfase em sistemas embutidos e jogos (e.g., World of Warcraft). Lua é actualmente a linguagem de script mais usada em jogos. Lua tem um sólido manual de referência e existem vários livros sobre a linguagem. Várias versões de Lua foram lançadas e usadas em aplicações reais desde a sua criação em 1993.

Lua é rápida

Lua tem uma merecida reputação de óptimo desempenho. Outras linguagens de script aspiram ser "tão rápidas quanto Lua". Vários benchmarks mostram Lua como a linguagem mais rápida entre as linguagens de script interpretadas. Lua é rápida não só em programas específicos para benchmarks, mas no dia-a-dia também. Porções substanciais de aplicações grandes são escritas em Lua.

Lua é portátil

Lua é distribuída via um pequeno pacote e compila sem modificações em todas as plataformas que têm um compilador ANSI/ISO C. Lua corre em todos os tipos de Unix e Windows, e também em dispositivos móveis (como computadores de mão e telemóveis que usam
BREW, Symbian, Pocket PC, etc.) e em microprocessadores embutidos (como ARM e Rabbit)
para aplicações como Lego MindStorms.

Lua é embutível

Lua é um engine rápido e pequeno que você pode facilmente embutir na sua aplicação. Lua tem uma API simples e bem documentada que permite uma integração forte com código escrito noutras linguagens. É simples extender Lua com bibliotecas escritas em outras linguagens. Também é simples extender programas escritos noutras linguagens com Lua. Lua é usada para extender programas escritos não só em C e C++, mas também em Java, C#, Smalltalk, Fortran, Ada, e mesmo outras linguagens de script, como Perl and Ruby.

Lua é poderosa (e simples)

Um conceito fundamental no projecto de Lua é fornecer meta-mecanismos para a implementação de construções, em vez de fornecer uma quantidade de construções directamente na linguagem. Por exemplo, embora Lua não seja uma linguagem puramente orientada a objetos, ela fornece meta-mecanismos para a implementação de classes e herança.
 
Os meta-mecanismos de Lua trazem uma economia de conceitos e mantêm a linguagem pequena, ao mesmo tempo que permitem que a semântica seja extendida de maneiras não convencionais.

Lua é pequena

Incluir Lua numa aplicação não aumenta quase nada o seu tamanho. O pacote de Lua 5.1.4, contendo o código fonte, documentação e exemplos,ocupa 212K comprimidos e 860K  descompactados. A fonte contém cerca de 17000 linhas de C. No Linux, o interpretador Lua contendo todas as bibliotecas padrões de Lua ocupa 153K e a biblioteca Lua ocupa 203K.

Lua é livre

Lua é software livre de código aberto, distribuída sob uma licença muito liberal (a conhecida licença MIT). Lua pode ser usada para quaisquer propósitos, incluindo propósitos comerciais, sem qualquer custo ou burocracia. Basta fazer um download e usá-la.

Lua tem importância global

O projecto e a evolução de Lua foram apresentados em junho de 2007 na HOPL III, a 3a Conferência da ACM sobre a História das Linguagens de Programação. Esta conferência ocorre a cada 15 anos (a primeira foi em 1978 e a segunda em 1993) e poucas linguagens são  apresentadas de cada vez.  A escolha de Lua para a HOPL III é um importante reconhecimento do seu impacto mundial. Lua é a única linguagem de programação de impacto desenvolvida fora do primeiro mundo, estando actualmente entre as 20 linguagens mais populares na
Internet (segundo o índice TIOBE).

Quais as origens de Lua?

Lua é inteiramente projectada, implementada e desenvolvida no Brasil, por uma equipa na PUC-Rio (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro). Lua nasceu e cresceu no Tecgraf, o Grupo de Tecnologia em Computação Gráfica da PUC-Rio. Actualmente, Lua é desenvolvida no laboratório Lablua.

Tanto o Tecgraf quanto Lablua são laboratórios do Departamento de Informática da PUC-Rio.

Como saber mais sobre Lua?

O manual de referência foi recentemente traduzido para o português. Em português, há ainda slides de palestras sobre Lua, notas e slides de um tutorial ministrado no WJogos 2004, um manual introdutório (antigo), e algumas reportagens sobre Lua. O resto do site está em inglês pois Lua é software de exportação e está a ser usado em vários produtos e projectos no mundo todo. A comunidade de Lua é realmente internacional: menos de 10% dos mais de 1700 assinantes da nossa lista de discussão são do Brasil. Todos são bem vindos!

Fonte: http://www.lua.org/portugues.html (modificado)

Sem comentários:

Enviar um comentário