2011-09-29

A guerra das redes sociais

Enquanto o Facebook volta a ultrapassar tudo o que Orwell poderia ter como pesadelo, muitos compreendem a necessidade de descentralizar as redes sociais. Tal como os sites do início da web, as redes sociais têm que ser espalhadas por todo o mundo e por todo o tipo de instituições e não centralizadas como hoje acontece.

Fico contente de ver esta semana que o Google+ continua em subida forte, mas não chega. Dentro de dias há novos desenvolvimentos na Diaspora, uma nova esperança da web livre, onde as pessoas podem conectar-se como se existisse uma única rede mundial, mas ao mesmo tempo manter a privacidade como se tudo estivesse guardado no próprio computador.

Sem comentários:

Enviar um comentário