2012-02-06

MUITO FÁCIL: Como criar uma distribuição Linux !!!


Posso assegurar que está a ser uma das experiências mais gratificantes dos últimos anos, a reconfiguração total de um sistema Lubuntu e criação de um novo liveCD !!

Parece difícil mas, com as atuais ferramentas, em especial o remastersys, é mesmo brincadeira de crianças.

Um dos meus sonhos era ter uma distribuição totalmente personalizada que pudesse usar num LiveCD e ao mesmo tempo fosse fácil de fazer backup de todo o sistema e dados. Queria deitar fora tudo o que não fizesse sentido como software antigo como o ed, xeyes, tudo o que dissesse respeito a impressão de papel, processadores de texto que imitam papel como abiword, e conjuntos de carateres de línguas orientais que não uso, etc.

Queria ter um DVD pronto para que nunca passasse dias a reconfigurar um sistema novo e voltar a ter o desktop tal como necessito e gosto.

O processo foi muito mais fácil do que ao início pensava.

Primeiro procurei um Linux leve e ao mesmo tempo completo: fiz o download do Lubuntu e queimei um CD com esta distribuição Ububtu, que é muito rápida e leve. Uma das coisas que mais detesto é usar o poder da computação em coisas supérfluas.

Inseri o CD num velho portátil, um HP Pavillion dv5000 que veio com Windows XP, e instalei.

Depois removi fora todos os pacotes inúteis e fiquei com uma instalação básica de 540 MB.

Configurei todo o desktop, removi a necessidade de entrar com password, coloquei fundos, escolhi tipos e tamanhos de letra, coloquei ícones, etc.

Usei o Bleachbit para remover todo o lixo e ficheiros temporários, apaguei o histórico do Chromium e removi os dados de conexão à Internet. Há um arquivo do Chromium que pode ser preciso apagar, em /home/.config/chromium/SingletonLock

Instalei o remastersys - o programa que faz a magia toda.

Foi só chamar o remastersys, escolher as várias opções de configuração e carregar no botão "Backup". O que isto faz é um live CD com tudo exatamente como tenho instalado, deixando uma imagem ISO em /home/remastersys

Com o Xfburn, que vem por defeito no Lubuntu, gravei a nova imagem ISO num DVD.

Experimentei em vários PC... fabuloso e incrível, o sistema abriu exatamente como estava instalado no portátil - a única diferença foi um ícone no desktop que permite instalar o liveCD no disco.

O remastersys dá a opção de backup, que faz um liveCD integral do sistema e dados, ou uma "Dist", que copia apenas o sistema sem dados para partilhar com amigos.

O que fiz realmente foi um sistema básico, mas totalmente funcional e com acesso a todo o repositório do Ubuntu.

Para quem quiser experimentar, aqui estão alguns dos comandos que executei:


wget -O - http://www.remastersys.com/ubuntu/remastersys.gpg.key | apt-key add -
sudo echo "deb http://www.remastersys.com/ubuntu oneiric main" >> /etc/apt/sources.list

sudo apt-get update

sudo apt-get install remastersys
sudo apt-get install bleachbit
sudo apt-get install gedit

sudo apt-get install language-pack-pt language-pack-gnome-pt language-pack-pt-base language-pack-gnome-pt-base

sudo apt-add-repository ppa:lubuntu-desktop/ppa
sudo apt-get update
sudo apt-get install lubuntu-software-center

sudo apt-get remove abiword abiword-common ace-of-penguins gnumeric-common libsane cups gnumeric aptitude libabiword-2.8 ttf-takao-pgothic ttf-thai-tlwg sylpheed-i18n libgoffice-0.8-8 cups-common pidgin-data libgphoto2-2 ttf-indic-fonts-core pidgin osmo sylpheed sylpheed-plugins mtpaint 

sudo apt-get remove gnumeric-common bc dosfstools sylpheed-doc ed nano simple-scan xpad firefox-locale-pt  gnome-user-guide ttf-unfonts-core geoip-database wportuguese gnome-keyring manpages-dev aspell aspell-en dictionaries-common libical0 ttf-khmeros-core libaiksaurus-1.2-0c2a libaiksaurusgtk-1.2-0c2a libaiksaurus-1.2-data wbrazilian

sudo apt-get remove audacious gnome-bluetooth gucharmap gdebi guvcview yelp system-config-printer-gnome lxtask transmission transmission-gtk

sudo apt-get remove vim vim-runtime

sudo apt-get remove libwebkitgtk-1.0-0 libwebkitgtk-1.0-0-common humanity-icon-theme firefox-locale-en

#repor remastersys
sudo apt-get install remastersys

sudo apt-get autoremove
E fico contente por ser um sistema Ubuntu - é que a minha experiência com Fedora diz-me que o ubuntu facilita o acesso a mais software. Por exemplo, na semana passada fiz um gateway de SMS e só mesmo com o Lubuntu é que tive a vida facilitada - no Fedora não havia nem um pacote disponível para esse efeito.

Em relação ao Lubuntu, há tempos tinha como objetivo conseguir a configuração de Linux mais leve e rápida do mundo. A verdade é que acabei por desistir: os gestores de desktop e janelas eram de facto muito leves mas quase nada funcionais.

A surpresa com o Lubuntu foi mesmo ter conseguido o sistema perfeito que procurava! E se for bem cuidado quanto ao aspeto, ele fica muito bonito, estilo Mac.

A próxima experiência é conseguir tudo isto instalando o sistema numa pen.

Sem comentários:

Enviar um comentário